Postado em 16/07/2019

Sociólogos franceses Luc Boltanski e Arnaud Esquerre (CNRS) afirmam ser erro do Governo Bolsonaro e outros mandatários considerarem o exercício crítico das ciências sociais como elemento nocivo ao exercício do poder político, ao invés de vê-las como expertise que poderia ser usada para embasar ações e políticas governamentais. Reflexões ocorreram em debate no 19º Congresso da Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS), em Florianópolis (SC), na semana passada. Leia mais em Folha de S. Paulo.