Logo A4

Pela dignidade da ciência e em defesa da democracia

Articulação das Ciências Sociais - ABA, ABCP, ANPOCS E SBS

A Ordem do Mérito Científico é um dos principais prêmios em reconhecimento à dedicação e à qualidade da contribuição de cientistas de todas as áreas do conhecimento. As indicações são realizadas pela comunidade científica por meio da participação da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) em um Comitê Técnico justamente para assegurar o mérito da sua contribuição e inovação, independente de critérios extracientíficos. Esse princípio é o mais democrático porque traduz o reconhecimento por parte daqueles que fazem e vivem a ciência no dia a dia. Dois motivos explicam a recusa desse reconhecimento por parte de cientistas indicados por seu justo merecimento esse ano. Em primeiro lugar, a gravíssima situação em que nos encontramos, decorrente das políticas de desfinanciamento do atual governo, que comprometem a ciência, a tecnologia e a inovação, avançam contra o ensino superior e fragilizam o lugar do Brasil no mundo. Em segundo lugar, o veto ideológico a dois renomados cientistas da saúde pública, no momento em que contamos 600 mil concidadãos mortos na pandemia da COVID-19. O propósito da Ordem do Mérito Científico se vê subvertido e é por isso que a recusa de cientistas contemplados merece nosso apoio. A Articulação das Ciências Sociais - que reúne a Associação Brasileira de Antropologia (ABA), a Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), a Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (ANPOCS) e a Sociedade Brasileira de Sociologia (SBS) – vem a público reafirmar a defesa dos valores fundamentais que alicerçam a produção de conhecimento científico bem como da estrutura de investimento público capaz de garantir sua qualidade.