Moção nº 002 - 25/10/2018 - Sobre as eleições de 2018

Moção Aprovada na 43º Assembleia geral da ANPOCS sobre as eleições de 2018, apresentada pelo Grupo de Trabalho “Ciberpolítica, ciberativismo e cibercultura”

As redes sociais ao se tornarem espaço de troca de informações e compartilhamento de notícias baseadas em desinformação e fake news impactam negativamente a opinião pública e prejudicam a atuação política de distintos grupos da sociedade civil.

A dinâmica do mundo contemporâneo dificulta que os cidadãos sejam responsivos e verifiquem as fontes das informações, de tal forma que a responsabilidade das pessoas ao produzirem informações falsas se amplia. O mesmo ocorre com aquelas que repassam as informações.

A nova estratégia de marketing político digital adotada nestas eleições, muitas vezes de forma ilegal, com o investimento de milhões de reais, usa as redes distribuídas para a difusão de campanha negativa e de mentiras para atingir reputações de adversários. E os eleitores, ao participarem, se tornam coniventes. A rede social WhatsApp pode ser considerada um dos principais meios utilizados para o aumento dessa desinformação, já que a conexão estabelecida entre as pessoas possibilita a divulgação com rapidez, e dependendo do caso, com circulação em larga escala, das fake news. Ainda, as interações acontecem num âmbito privado dos usuários, sendo difícil o entendimento e o acompanhamento de como as notícias se espalham. Trata-se de um prejuízo ao processo de formação da opinião pública, tão importante para o fortalecimento democrático.

Nós, pesquisadores da ANPOCS, alertamos para o perigo dessa prática e manifestamos nossa preocupação com o processo eleitoral influenciado por esse novo fenômeno.

Caxambu, 25 de outubro de 2018.