Moção Nº 003 - 25/10/2018 - Moção proposta pelo Comitê de Deficiência e Acessibilidade da ANPOCS

Moção proposta pelo Comitê de Deficiência e Acessibilidade da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), apresentada na 43ª assembleia extraordinária da associação.

Às Universidades e Programas de Pós-Graduação filiados à ANPOCS.

É com satisfação que vivenciamos o crescimento de pós-graduandos e pesquisadores com deficiência nos espaços acadêmicos. Registramos que neste ano tivemos conhecimento de 12 pessoas com deficiência inscritas no evento e a participação efetiva de pelo menos 5 pesquisadores em GTs, SPGs e Colóquios. O número pode parecer ínfimo, mas, frente à invisibilidade dessa população em um passado muito próximo, é já um grande avanço. Tal fato vem ao encontro da expansão do campo dos estudos da deficiência nas ciências sociais, o qual se reflete na oferta neste evento de uma mesa redonda, duas sessões em colóquio e um SPG.

Gostaríamos de registrar a total falta de acessibilidade da cidade de Caxambu para receber as pessoas com deficiência e a ausência de espaços acessíveis em todos os hotéis da cidade, os quais também já começam a sediar o evento.

O Comitê de Deficiência e Acessibilidade da ANPOCS vem trabalhando, desde 2015, junto à Diretoria da ANPOCS, para que ao menos o Hotel Glória, sede principal do evento anual da Associação, ofereça aos pesquisadores e pesquisadoras com deficiência a acessibilidade prevista na Lei Brasileira de Inclusão (L.13.146/2015). No entanto, apesar de alguns avanços, as barreiras que temos encontrado à realização das reformas e adaptações necessárias são imensas.

Gostaríamos, então, de tornar público o nosso desagravo com relação às poucas mudanças no espaço do hotel realizadas neste ano e conclamar o apoio da comunidade acadêmica para a cobrança urgente das obras e adaptações no que tange ao número mínimo de 5% de quartos totalmente acessíveis (no Hotel Glória hoje seriam 08 quartos), rampas nos trajetos internos do hotel, banheiros com acessibilidade universal, sinalizações em braile, piso tátil e a obtenção de demais recursos, para que todos e todas exerçam o seu direito de participação plena nos eventos da área, espaço privilegiado de trocas e enriquecimento de suas vidas acadêmicas.

Caxambu, 25 de outubro de 2018.